VOCÊ SABE QUEM FOI MONTEIRO LOBATO?

VOCÊ SABE QUEM FOI MONTEIRO LOBATO?

No dia 18 de abril de 1882 nascia em Taubaté, São Paulo, José Bento Monteiro Lobato.

Responsável por várias campanhas nacionais em defesa do petróleo, do ferro e da saúde, Monteiro Lobato revolucionou o mercado editorial numa época em que ainda não existia uma literatura voltada para o público infantil e juvenil ao criar sua própria editora e escrever livros voltados para todos os que não tinham acesso à literatura.

Lobato está até hoje nos corações dos brasileiros através das aventuras de uma turma bem alegre e arteira, que adora se meter em grandes aventuras e confusões: a turma do Sítio do Picapau Amarelo.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Torcida por Luis Fernando Veríssimo


"A sintaxe é uma questão de uso, não de princípios. Escrever bem é escrever claro, não necessariamente certo. Por exemplo: dizer 'escrever claro' não é certo mas é claro, certo?"

Luis Fernando Veríssimo


Frase dita pelo nosso querido Luis Fernando Veríssimo. Fomos surpreendidos na noite de quarta-feira pelo noticiário que falava de sua internação. Ficamos todos apreensivos e queremos deixar aqui nossa torcida pela recuperação desse grande nome da nossa literatura. 


quarta-feira, 21 de novembro de 2012


Robson Araujo

Quando Robson Araujo esteva na nossa escola, achamos "o maior barato" a visita de um ilustrador. O que não sabíamos, era o que ele pensava, o que tinha achado do evento.

Robson compartilhou no seu Facebook algumas fotos da sua visita à nossa Sala de Leitura e deixou uma mensagem muito bonitinha sobre tudo o que fizemos naquele dia. Quer ler? Acesse:

http://www.facebook.com/robson.a.dearaujo/posts/297982190321017?notif_t=story_reshare

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Dia da Consciência Negra



O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro e homenageia Zumbi dos Palmares, símbolo da luta contra o regime escravocrata e que foi assassinado nesta data, em 1695, em combate pela liberdade de seu povo.

Além de ser uma ocasião para valorizar a história e cultura, a data propõe reflexão e debate sobre as políticas afirmativas para a promoção da igualdade racial, das conquistas e dos desafios.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

19 de Novembro - Dia da Bandeira





No dia 19 de novembro comemora-se o Dia da Bandeira do Brasil, essa comemoração passou a fazer parte da história do país após a Proclamação da República, no ano de 1889. Com o fim do período Imperial (1822-1889), a bandeira desenhada por Jean Baptiste Debret, que representava o império, foi substituída pelo desenho de Décio Vilares.

A substituição da bandeira imperial por uma bandeira republicana representa as mudanças que o Brasil passava naquele momento: mudanças na forma de governo e de governar, do regime imperial para uma república federativa. Além disso, a nova bandeira representava a simbologia que estava agregada ao republicanismo, como a ideia de um Estado-nação, o patriotismo e o surgimento do sentimento nacionalista, ou seja, a construção identitária do povo brasileiro, a identidade nacional.


As bandeiras não são restritas a serem simbologias somente do Estado-nação, ou de algum país, mas existem bandeiras que representam diversas regiões que integram o país e diferentes instituições e esferas sociais. Existem bandeiras que simbolizam times de futebol, torcidas organizadas, cidades, Estados, instituições religiosas e governamentais como cidades, exército, além das instituições comerciais, bandeira de uma empresa.

Temos notícias de que as primeiras bandeiras foram visualizadas na antiguidade, eram utilizadas nos exércitos como meio de reconhecimento entre os diversos soldados. Atualmente, no mundo contemporâneo, todo Estado-nação possui uma bandeira nacional que representa e dá unidade à nação, ou seja, unifica diferentes povos. Dessa maneira, a instituição da comemoração do dia da bandeira acrescentou mais um elemento simbólico na construção da identidade nacional.

Você sabia?

Quando várias bandeiras são hasteadas em nosso país, a brasileira deve ser a primeira a chegar ao topo e a ultima a descer.


segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Visita do Ilustrador

Sexta-feira passada, dia 09, recebemos uma visita especial: o ilustrador Robson Araujo esteve na nossa escola para um bate-papo com a turma 1902.

Robson Araújo veio à convite da professora Claudia Moura, que leciona matemática na nossa escola. A professora desenvolve várias atividades interdisciplinares com a turma, entre elas, ilustração através de formas geométricas, produção de textos, confecção de quadros, trabalhos com reaproveitamento de materiais e muito mais.

A turma ficou bastante entusiasmada com a presença do ilustrador, que trouxe vários trabalhos seus impressos para mostrar aos alunos e nos brindou também com layouts de outros trabalhos, uma demonstração de como é feito seu trabalho tanto artesanalmente como com a ajuda da tecnologia. 

Robson Araújo trouxe trabalhos belíssimos e ainda premiou a turma com suas caricaturas e comentários bastante divertidos sobre seu trabalho. O ilustrador respondeu a várias perguntas dos alunos e contou sobre seu trabalho e deu ainda várias dicas de como se tornar um bom profissional. 

Foi uma tarde muito agradável, de muito aprendizado e diversão para todos. 

Robson e professora Claudia, agradecemos a vocês pela oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o trabalho de um ilustrador, por ver de perto trabalhos de qualidade ímpar e por conhecermos uma pessoa tão gentil e generosa como é Robson Araujo. 

Quer saber mais? Visite o blog do ilustrador http://www.robsonaraujoalvez.blogspot.com.br/


Já já publico as fotos também!!



quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Premiação da Maratona Escolar Ariano Suassuna

Hoje foi um dia muito especial para nossa escola. Eu (professora Andréa Duarte), o diretor Nelson e o professor Alessandro estivemos presentes na Premiação das Maratona Escolar Ariano Suassuna, na Academia Brasileira de Letras, juntamente com nossa aluna premiada: Laisa Helena, da turma 1803 e sua família (representada pelo pai e pela irmã).

Laisa foi a aluna que teve sua redação, além de premiada,  escolhida para representar a Maratona e estava felicíssima (assim como todos nós, diga-se de passagem!) na premiação.

Foi uma cerimônia linda e cheia de emoção. Estavam presentes a Subsecretária de Ensino Helena Bomeny, os Acadêmicos Arnaldo Niskier (representando a Presidente da ABL Ana Maria Machado), Evanildo Bechara, Carlos Nejar e, claro, Ariano Suassuna, o homenageado da Maratona Escolar. Assistimos toda a cerimônia, todos muito emocionados e encantados com a jovialidade e simpatia de Ariano Suassuna. Laisa Helena, nossa "menina de ouro" atenta a tudo o que diziam, bebendo no cálice de belas e sábias palavras...

No momento da premiação, ponto mais emocionante da cerimônia, foi mostrado o vídeo gravado com Laisa na MultiRio, em que mostra sua carta ao homenageado. Todos se comoveram com o carinho e a  simplicidade do texto de Laisa. A aluna recebeu o prêmio das mãos de um emocionado Ariano Suassuna, que fez questão de cumprimentá-la como o grande homem que é´, gentil e carinhosamente.

Parabéns, Laisa, pela linda redação, pelo prêmio, por saber valorizar o que temos de melhor a oferecer: cultura, educação e carinho. Parabéns também ao professor orientador Alessandro Elias pelo belo trabalho que vem fazendo com suas orientandas nos projetos que participam. Não podia também deixar de reconhecer e parabenizar a Equipe Gestora da nossa escola, pois sem o apoio e o carinho de vocês, os alunos e nós, professores, não conseguiríamos chegar onde chegamos até então.

Vamos às fotos?!







quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Um belo exemplo!!


Catadora cria biblioteca com obras encontradas no lixo no interior de SP


A catadora de recicláveis Cleuza Branco de Oliveira, 47, lê obra na cooperativa de Mirassol, no interior de SP

  
A catadora de recicláveis Cleuza Aparecida Branco de Oliveira, 47, sempre cultivou o sonho de ter uma biblioteca em sua casa, em Mirassol (455 km de São Paulo). Apaixonada por leitura, queria poder emprestar livros a pessoas sem condições de comprá-los.

De tanto ver obras jogadas no lixo de escritores como Machado de Assis, José Saramago e Érico Veríssimo, Cleuza, então semianalfabeta, passou a lê-las e pôde, neste ano, realizar seu sonho.

Foi guardando livros e inaugurou a biblioteca não em casa, mas na associação de catadores, da qual participa, localizada no centro de triagem do lixo.

O acervo já conta com 300 títulos. Criado e administrado por 11 catadores, o espaço tem um canto de leitura, uma brinquedoteca, uma área para discos, brechó e, claro, os livros.

A biblioteca não cobra pelo empréstimo das obras, mas quem quiser comprá-las -há títulos repetidos-, paga R$ 0,50 por livro. A renda vai para a própria associação. O local também faz trocas.

"Não tem burocracia e não precisa preencher nada. Alguns levam para casa e outros optam por ler no próprio barracão", afirmou o biólogo Luiz Fernando Cireia, 31, incentivador e usuário do projeto.

Empresas de Mirassol também têm feito doações, que vão possibilitar, inclusive, a ampliação da área, de acordo com Cleuza.

Com salário de R$ 500 mensais, os catadores terão um pequeno acréscimo de renda, ainda não calculado, graças à venda de alguns títulos.

Mas Cleuza garante que o objetivo não é financeiro, é dar aos colegas a oportunidade de ler esses livros.

Fonte: Augusto Fiorin, colaboração para a Folha, de São José do Rio Preto

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Vamos sorrir mais?




O que é o riso? Em que situações ele ocorre? É exclusivamente humano? Desde que o filósofo grego Aristóteles declarou que “o homem é o único animal que ri”, um bocado de gente vem quebrando a cabeça nos últimos 2 000 anos para definir esse fenômeno. Embora a Filosofia (Platão, Kant, Bergson) e, mais tarde, a Psicologia (Freud) tenham se debruçado sobre o riso, o fato é que pouco se elucidou a respeito no mundo das ciências naturais. “Assim como o amor, o riso passou ao largo do escrutínio dos cientistas”, afirma Robert R. Provine, o primeiro a admitir que, não fosse o preconceito da academia com o tema, suas conclusões poderiam ter vindo à tona há pelo menos 300 anos nas mãos de outro pesquisador.

“A risada é um ato de natureza psicológica e biológica que nos aproxima de nossos primos, os macacos”, diz Provine. E aproxima mesmo. O naturalista inglês Charles Darwin (1809-1882), em A Expressão das Emoções no Homem e nos Animais, já registrava que, se alguém fizesse cócegas num jovem chimpanzé, ele seria capaz de emitir sons semelhantes a risadas. Talvez cães, como vem tentando provar uma pesquisa recente levada a cabo por especialistas da Universidade de Sierra Nevada, Estados Unidos, também sejam capazes de rir. O estudo levou em conta as alterações na respiração do melhor amigo do homem. “Durante brincadeiras, cães vocalizam um som semelhante à risada”, afirma a psicóloga Patricia Simonet, que já publicou uma série de ensaios sobre o assunto nas principais revistas científicas americanas.

Seres humanos também costumam gargalhar quando alguém lhe faz cócegas. Entre exemplares do homo sapiens as cócegas apenas surtem o efeito esperado quando feitas por conhecidos. “Se um estranho fizer cócegas numa criança, ela gritará de medo”, escreveu Darwin. Durante sua pesquisa, Provine descobriu que a importância social das cócegas vai muito além do que se imagina. Por exemplo: ninguém é capaz de rir das cócegas que faz em si. E (esta é a melhor parte) se homens e mulheres fazem cócegas um no outro, é romance na certa.

Mas a importância do riso vai além disso. “O potencial da risada na saúde ainda não mereceu a devida atenção dos especialistas”, afirma Provine. Embora filmes como Patch Adams: O Amor É Contagioso (1998), estrelado pelo comediante Robin Williams e baseado na história do médico que usava o humor para tratar de seus pacientes, apregoem a importância terapêutica de uma sonora gargalhada, ainda são poucos os especialistas em saúde que se interessam pelo assunto.

Há mudanças. A surrada frase “rir é o melhor remédio” parece ter cada vez mais sentido para a ciência. O cardiologista Michael Miller, da Universidade de Maryland, Estados Unidos, liderou uma pesquisa sobre os benefícios do riso para a saúde do coração. Chegou a resultados surpreendentes. Comparando as atitudes diante da vida de 150 pessoas com histórico de enfarto com o mesmo número de pessoas sadias, descobriu que aquelas que nunca tinham sofrido com problemas no coração eram as que demonstravam bom humor constante. Para evitar problemas cardíacos, Miller recomenda combinar a velha receita de saúde (exercícios físicos regulares e dieta balanceada) com algumas gargalhadas durante o dia.


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Dia do Cinema Brasileiro

Hoje é Dia do Cinema Brasileiro


Quando o cinema fez 100 anos, o cineasta francês Jean-Luc Godard (Nossa Música) foi um dos que se levantaram contra o motivo da comemoração. Tudo porque, segundo ele, estabelecia-se como data do nascimento do cinema a ocasião em que houve a primeira exibição pública da história, com A Chegada do Trem na Estação, dos irmãos Lumière, e não a primeira vez que um filme rodou numa câmera, como ele queria.

No Brasil, há uma confusão de datas. A primeira vez que uma câmera entrou em funcionamento registrando imagens 100% brasileira foi em 19 de junho de 1898, quando Alfonso Segreto chegou da Europa e filmou cenas da Baía de Guanabara. Essa é a data comumente associada ao nascimento do cinema brasileiro. Seu irmão Pascoal havia inaugurado uma sala de exibições no ano anterior e foi nessa sala que o filme foi exibido pela primeira vez.

No entanto, o Dia do Cinema Brasileiro é comemorado em 5 de novembro.



Em uma votação feita pela internet no site CineDica, os dez filmes brasileiros mais votados são:


1- Tropa de Elite        
2- Tropa de Elite 2     
3- Policarpo Quaresma, Herói do Brasil         
4- Assalto ao Banco Central   
5- Tempos de Paz      
6- Guerra de Canudos
7- Rota Comando       
8- Abril Despedaçado
9- Vidas Secas           
10- O Auto da Compadecida 

O que você acha? Concorda com a listagem? Tem algum filme a acrescentar? Qual?



Hoje é o Dia Nacional da Ciência e da Cultura


05 de novembro - Dia Nacional da Ciência e da Cultura


Em 15 de maio de 1970, a lei nº 5.579 instituiu o "Dia da Cultura e da Ciência", comemorado a 5 de novembro de cada ano, como homenagem a data natalícia de figuras exponenciais das letras e das ciências, no Brasil e no mundo. A data teve como inspiração o Conselheiro Rui Barbosa, nascido a 5 de novembro de 1849.

Mas o que significa cultura? Cultura vem a ser o acúmulo da vivência histórica de significados sociais: linguagens, técnicas, valores, fé e gosto, construídas coletivamente. Tem relação com a maneira de vestir, de morar, de comer, de trabalhar, de rezar, de se comunicar, de se interagir.

A cultura é viva, flexível e plural, associando até mesmo elementos aparentemente divergentes e díspares. Portanto, não é possível subjugar o conceito à afirmação conservadora e tradicionalista de que a ordem política presente é a única viável, visto que sua modificação vai de encontro ao patrimônio cultural herdado dos antepassados.

A cultura não é estanque: é tudo o que o homem adiciona à natureza. Tudo o que o homem faz na vida e que lhe não é inato ao nascimento pode ser considerado como ação de cultura. Cultura é construção, transformação constante, produto e fator de imanência social.

Um povo que perde a sua cultura, sua história, sua memória, seus costumes, perde sua alma, fica sem identidade.

No Brasil, tão vasto, tão amplo, com tantas expressões diferentes, com distintas maneiras de ser, de viver, de conviver e de fé múltipla, que vão se modificando de lugar para lugar e, a todo o momento, não podemos falar de uma única cultura, mas de culturas plurais que o formam.

Quantas nações existem inseridas no nosso País? Culturas indígenas, africanas, povos europeus, cada um com suas tradições, línguas, procedimentos, modos de ser e crer, que ajudaram a formar um país plural.

Fonte: Regência Ecotour




sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Laisa Helena na MultiRio

Nossa vencedora da Maratona Ariano Suassuna foi convidada para gravar um vídeo sobre seu texto para ser mostrado no dia da premiação na ABL. Recebemos uma ligação avisando que seu vídeo seria gravado na MultiRio. Foi uma grande surpresa para todos nós! E lá fomos nós: eu, o diretor Nelson e Laisa. Nossa moça premiada teve um dia de estrela. Maquiagem, estúdio de gravação de áudio e vídeo, câmeras, cenário, enfim, tudo o que tinha direito! Sem falar que fomos recebidos com gentilezas, carinho e muita atenção. Até a sra. Cleide Ramos (uma pessoa linda, gentil, agradável, simpática), presidente da empresa quis nos conhecer! É claro que registramos quase tudo! Vamos ver?

Ah, só uma observação: as fotos não estão com a resolução muito boa, afinal, fotografamos dentro do estúdio e com um ipod... mas dá para matar a curiosidade!


Nossa estrela Laisa Helena saindo da maquiagem. Não foi possível entrar para fotografá-la maquiando... 


Chegando no estúdio de gravação. Ficamos todos encantados com o cenário já preparado!


Laisa recebendo instruções do diretor Tomil


Tomil ajudou bastante Laisa, foi gentil, engraçado e ficou encantado com a calma da nossa estrela!


Tudo era acompanhado através dessa telinha. Tomil elogiava a beleza de Laisa, dizendo que ela é a cara da brasileira!





Retoques no cenário...





Atenção! Gravando!!




Foram vários takes...






Tomil sempre atento...



Pensa que é exagero? Olha a claquete com o nome da Laisa Helena aí!!



Finalizada a gravação de vídeo, agora o áudio, que será inserido em off. O estúdio é um arraso!



Laisa gravando o off



Foi um dia cansativo, cheio de surpresas, mas muito feliz, inesquecível não só para Laisa, mas para todos nós! Agora vamos aguardar o resultado. Só assistiremos no dia da premiação. Até lá então!! E... parabéns mais uma vez pela conquista, Laisa e professor Alessandro!